Este pitbull espera por esta menina todos os dias. Quando ela faz 5 anos tudo muda!

Muitas pessoas têm uma imagem má de Pitbulls e outras raças semelhantes que são as maiores vítimas do preconceito. Mas a história deste animal mostra que o carácter de um cão não depende de sua raça.

Greg Heynen tinha exactamente este preconceito contra o pitbull-labrador da sua mulher. Desde que ambos passaram a morar juntos e ela trouxe o cão, chamado Zack, ele parece odiá-lo. Ele comporta-se de maneira inquieta e agressiva perto de Greg. Greg fica ainda mais preocupado por saber que a filha está para nascer. É assim que ele descreve a história:

“Eu e minha mulher temos dois cães. Antes de nos conhecermos cada um tinha um e trouxemos ambos para a nova casa. O cão dela era um pitbull-labrador chamado Zack e ele odeia-me. Quando nossa filha nasceu, eu disse à minha mulher: “Se ele chegar perto do bebé uma única vez, ele terá de ir-se embora!”

Nós levamos a nossa filha para casa e os dois cães cheiraram-na e lamberam-na balançando os rabos. Eu tive que afastar o Zack porque ele não queria parar de lambê-la. Deste momento em diante Zack tornou-se o protector da minha filha e quando ela estava sentada em algum canto do chão ele também precisava ter pelo menos uma pata naquele canto.

Zack idolatrava a minha filha e quando ela ficou mais velha ele dormia na cama com ela. De algum jeito ele sempre sabia quando era hora de dormir e esperava toda noite ao pé das escadas por ela, para segui-la até à cama.

Zack foi envenenado por um vizinho idiota e nós tivemos um dos piores dias das nossas vidas. Quando vimos como a nossa filha se despediu dele, enquanto ele estava imóvel no chão, eu e minha mulher soluçamos de choro.

Nesse dia, às 8h da noite, a minha filha subiu as escadas para o seu quarto. Neste momento nós entendemos de repente o que estava realmente acontecendo. Pela primeira vez em cinco anos a minha filha não tinha o Zack a subir as escadas ao seu lado. Ela olhou para mim e para a mãe com medo e pânico nos olhos.

Neste momento levantou-se o meu cão, que minha filha sempre amou, mas que nunca concorreu com o Zack, e roçou a cabeça nela. Ele colocou uma pata na escada e olhou de novo para ela. Os dois foram para a cama juntos e minha filha apertou-o fortemente contra ela.

Durante os seis anos seguintes, até sua morte, Sam esperou-a todas as noites ao pé da escada”.


zack

Comentários

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Cão viveu a vida inteira acorrentado. Agora veja o que acontece quando um estranho o liberta